Inbound Marketing

Inbound marketing: o que é?

Por muito tempo, o Outbound marketing (marketing tradicional) dominou as estratégias das empresas. Mas, agora, estamos na era do Inbound, uma nova forma de se fazer marketing.

O conceito de marketing surgiu em 1950, no pós-guerra, momento de avanço da industrialização mundial.  Naquele tempo, o simples processo de produção e a venda do produto com qualidade já não eram mais suficientes. Por isso, veio a necessidade de mudar.

O marketing nasceu como uma ferramenta que demonstrava os diferenciais de uma empresa para outra. Dessa forma, o mercado mudou, e as mercadorias iniciaram suas inovações. Ou seja, por meio desse instrumento, as particularidades de cada manufatura eram destacadas para o público.

A definição de Inbound Marketing apareceu pela primeira vez nos Estados Unidos em 2009.  Ele foi atrelado ao lançamento do livro “Inbound Marketing: seja encontrado usando o Google, a mídia social e os blogs”, de Brian Halligan e Dharmesh Shah.

Assim, essa estratégia de propaganda ganhou força com o tempo por meio das mídias digitais que se propagavam pelo mundo. Atualmente, esse tipo de marketing é o mais praticado pelas empresas, gerando mais vendas e reforçando as marcas.

Como funciona o Inbound Marketing?

Em uma tradução livre, o termo Inbound Marketing significa marketing de atração. É nesse ponto que encontramos sua principal diferença em relação ao marketing tradicional.

No Inbound, são realizadas ações com o intuito de atrair o seu potencial cliente para seu blog, seu site ou suas redes sociais. A partir desse ponto é feito o processo de relacionamento e envolvimento com esse público, criando conteúdos personalizados, que mantenham o interesse das pessoas na empresa.

Tais informações repassadas à audiência servirão como uma forma de educar os futuros consumidores sobre o segmento de uma organização, transformando-a em referência em seu mercado.

Com o Inbound Marketing, consegue-se mensurar corretamente o quanto uma ação de marketing gera resultados. As plataformas digitais concedem relatórios de envolvimento de seus anúncios e permitem identificar as conquistas positivas.

Quais as tendências de marketing digital em 2019?

Conforme a tecnologia avança, os consumidores vão se tornando cada vez mais rigorosos com aquilo que procuram. Afinal, no simples toque de um dedo, eles acessam pelo smartphone comércios e prestadores de serviço do mundo inteiro.

Nesse contexto, é necessário ter muita criatividade para despertar a atenção do público, que está imerso em um mar infinito de opções de compra. Sendo assim, o marketing digital deixou de ser um investimento apenas focado na crescimento das corporações. Esse método publicitário passou a ser uma questão de sobrevivência para muitos negócios.

Portanto, as estratégias de inbound não servem apenas para aumentar as vendas. Tais táticas também são capazes de conter as perdas diante de um nível de competitividade cada vez mais complexa. Por mais que um estabelecimento esteja consolidado, a concorrência certamente aproveitará a brecha deixada por ele na internet para ganhar espaço.

Além disso, é necessário acompanhar as evoluções dessa técnica que, por sinal, progridem na velocidade da luz. A seguir, confira algumas das principais tendências do inbound marketing para os próximos meses!

Micromomentos

Com a ampla disseminação do acesso da internet pelo celular, aconteceram diversas mudanças na conduta dos clientes. Afinal, com o mundo virtual à disposição de forma constante, o consumidor passou a tomar decisões de compra em instantes muito específicos.

Nesse contexto, o Google batizou essas ocasiões de “micromomentos”. Segundo a empresa norte-americana, o público costuma vivenciar 4 tipos de micromomentos:

  • eu desejo conhecer;
  • eu tenho vontade de ir;
  • eu quero fazer;
  • eu vou comprar.

Esses micromomentos potencializam as vendas, principalmente para compras/dúvidas mais simples como: o que dar de presente no Dia dos Namorados?, qual sabão em pó devo usar? , qual é o melhor sapato para ir a tal festa? Nos próximos meses, as pessoas estarão muito inclinadas a acentuar esse modo de agir. Por razões óbvias, quem souber aproveitar essa chance vai sair na frente.

Lives

Outra tendência de inbound marketing que vem com muita força são as lives, transmissões de vídeo ao vivo que podem ser feitas em plataformas de terceiros ou em recursos tecnológicos próprios. Hoje em dia, fazem muito sucesso o Facebook Live, o Instagram Live e o YouTube Live.

Esses recursos têm se tornado muito bem-vistos pelo mercado. Isso porque eles permitem que o cliente tenha acesso à intimidade das empresas, à forma com a qual elas trabalham no seu dia a dia. Com isso, a relação vai ficando cada vez mais próxima. É como se o consumidor “visitasse” essa companhia de tempos em tempos. Por essa razão, tal tática de inbound marketing está contribuindo muito para o desenvolvimento de branding e para fidelizar a audiência.

Nesses vídeos, a marca ganha um rosto, uma voz, uma identidade. Tudo isso ajuda a passar uma imagem de maior confiança e afinidade. Lembra quando dissemos, no início deste post, que inbound significa “atração”? Este é o raciocínio: chamar a atenção, envolver, encantar, fascinar e trazer para perto!

Fortalecimento das técnicas de SEO

Mais uma tendência de marketing digital em 2019 é o crescimento das táticas de SEO (Search Engine Optimization ou Otimização para Ferramentas de Busca). Por meio desse estilo de inbound marketing, a empresa consegue uma boa visibilidade nas exibições orgânicas dos principais buscadores da internet.

Qual é a vantagem disso? Em primeiro lugar, trata-se de uma forma de propaganda muito econômica. Além disso, ela atinge um elevado número de pessoas e ajuda a “pinçar” aqueles clientes que compram em decisões impulsivas.

Para conseguir êxito com esse modelo, é necessária uma expertise em SEO. Afinal, é o domínio dos processos que ranqueiam as palavras-chave que dará à companhia condições de obter boas posições.

Por todos esses motivos, o inbound marketing está mais forte do que nunca. Diante disso, é preciso saber desfrutar das imensas oportunidades que ele proporciona. Por outro lado, não aplicar energia e recursos nesses métodos pode significar perda de espaço para a concorrência. Quer saber mais como fazer sucesso na internet? Então leia também nosso artigo sobre o que é o marketing digital!

 

Siga-nos nas Redes Sociais e Compartilhe:
error0

Heitor Augusto

Co-fundador e CEO da dBriefing Resultados criativos. Formado em Gestão comercial e pós-graduado em Estratégias Digitais. Louco por empreendedorismo, marketing, música e filmes. - “Aprender, entender e aplicar”.

3 thoughts to “Inbound marketing: o que é?”

  1. Olá mais uma vez passando por aqui… resolvi parar para dizer que seu conteudo esta sendo muito aproveitado… tenho uma empresa de marketing digital em londrina e esse tipo de conteudo só vem a agregar… forte abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *