mercado pet

Mercado pet: 7 ideias e tendências para você se destacar

Qualquer empreendimento comercial, para ter sucesso, necessita de estratégias de qualidade. No mercado pet, essa regra é ainda mais importante por causa da grande concorrência. Afinal, é preciso se antecipar às tendências e oscilações na área.

Contudo, a boa notícia é que esse segmento é bastante promissor. Por essa razão, se você mantiver um acompanhamento das novidades, terá muitas chances de crescimento.

Porém, para realmente avançar no desempenho, é essencial entender seus consumidores e suas preferências. Assim, a relação da empresa com os clientes vai ficando cada vez mais próxima.

Dessa forma, você todo dia vai cavando brechas para de fato vender mais. Mas como rastrear essas informações sem perder nada? Bom, toda maratona tem a sua primeira passada.

Nesse sentido, uma proposta interessante é começar lendo este post. Vamos mostrar 7 tendências e ideias do mercado pet para 2019! Confira!

1. Produtos reciclados

As pessoas se preocupam cada vez mais com o meio ambiente. No mercado pet, essa predisposição é ainda mais forte. Afinal, quem ama os animais costuma valorizar questões como a preservação da natureza.

Nesse sentido, acessórios reciclados são excelentes para esse tipo de público.  Hoje em dia, existem camas para cachorros feitas com pneus velhos. Elas são confortáveis e oferecem um design modern0.

Nos Estados Unidos, empreendedores fazem roupinhas com os próprios pelos dos cães, que caem naturalmente de tempos em tempos. Depois, os donos os juntam em um saquinho e mandam para essas empresas, que confeccionam as vestimentas.

Mas você pode apostar em outras mercadorias também. Ou seja, pesquise acessórios e itens que estejam enquadrados nessa linha verde.

2. Novidades tecnológicas

Atrações de tecnologia fazem sucesso em qualquer área. No mercado pet, não seria diferente. Por esse motivo, esse é outro nicho que você deve monitorar. Entre as possibilidades está a coleira inteligente.

Esse equipamento rastreia os animais e serve para supervisionar a carteira de vacinação. Além disso, ele permite dividir dados sobre o pet com outras pessoas e até mesmo inseri-lo em um tipo de rede social de cães. Mais uma vez, não é obrigatório investir necessariamente nesse item, mas coloque na loja acessórios desse tipo.

3. Serviços inovadores

O mercado pet requer ainda um certo vanguardismo na área de serviços. Atualmente, o banho e a tosa móveis têm agradado muito aos tutores. Assim, com uma van, o comerciante leva o serviço até o cliente.

Um pet shop pode ainda ter profissionais como pet sitters, que cuidam dos bichinhos quando os donos viajam. Além disso, é possível oferecer o chamado “dog walker”, que são pessoas que levam os pets para passear quando os donos não podem. Também dá para proporcionar massagens, recreação, aniversários pets, ensaios fotográficos etc.

4. Fisioterapia

No mercado pet, a fisioterapia para animais é mais uma fatia com significativo potencial de vendas. Afinal, os donos querem acelerar a recuperação de seus amigos de quatro patas, seja de uma operação, seja de um simples machucado.

Afora isso, os cachorros, gatos e afins estão vivendo mais. Com isso, eles ficam mais velhos e têm mais problemas nos ossos e articulações. O que isso significa? Mais uma chance de proporcionar alívio para os amigos peludos e de conseguir um bom negócio! Assim, dá para investir em exercícios na piscina e até em equipamentos.

5. Creche

Outra alternativa interessante no mercado pet são as creches para cães. No entanto, esse modelo é diferente do hotelzinho.

Na creche, os cachorros passam o dia em um local espaçoso, com outros animais e atividades recreativas. Muitos donos ficam o dia inteiro fora de casa. Por isso, eles sentem o coração na mão porque precisam deixar seus filhos de quatro patas sozinhos por longas horas.

6. Estratégias de branding

Muitos empresários do mercado pet estão apostando nas estratégias de branding para alavancar seus nomes. Você já ouviu falar desse método de gestão? Na verdade, trata-se de um modelo que toma todas as decisões com base no fortalecimento da marca.

Nesse caso, a marca deve ser compreendida como a forma com a qual o público enxerga esse negócio. Desse modo, não confunda marca com o logotipo da empresa. Em outras palavras, é como reunir o que há de melhor no marketing e no administrativo ao mesmo tempo. Veja quantas vantagens!

  • Maior capacidade para fazer escolhas;
  • Imagem corporativa mais positiva e delineada;
  • Aumento da competitividade;
  • Ampliação do crescimento;
  • Expansão do engajamento do público com a empresa.

7. Marketing Digital

Para construir vínculos sólidos com seu público, é essencial ser visto e lembrado. Nesse contexto, nada melhor do que estar no 1º lugar do Google, não é mesmo? Essa missão não é simples, mas totalmente praticável por meio do marketing digital.

Por essas e outras, esse tipo de publicidade tem sido muito procurada no mercado pet. Confira a seguir algumas ferramentas que a propaganda online oferece:

  • Redes sociais: uso dos perfis e páginas para chamar a atenção de novos consumidores e conquistar os atuais;
  • E-mail marketing: embora pareça antiquado, o e-mail ainda é um importante recurso para fortalecer as relações com sua audiência. O marketing digital ajuda a ponderar a utilização dessas mensagens — não é legal exagerar nos envios — e a ter ideias cativantes para esses materiais.
  • Marketing de conteúdo: produz artigos, vídeos, podcasts sobre seu negócio a fim de torná-lo uma referência no setor. Assim, você educa o público e deixa as vendas mais fluídas.

Como você pôde perceber, o mercado pet está fervendo, com inúmeras possibilidades de novos negócios. Nesse contexto, basta ficar de olho nas principais movimentações e lançamentos.

Quer saber como aproveitar melhor todo o potencial desse setor? Então leia nosso artigo sobre a dBriefing Resultados Criativos!

Siga-nos nas Redes Sociais e Compartilhe:
error0

Heitor Augusto

Co-fundador e CEO da dBriefing Resultados criativos. Formado em Gestão comercial e pós-graduado em Estratégias Digitais. Louco por empreendedorismo, marketing, música e filmes. - “Aprender, entender e aplicar”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *