público alvo e persona

Público alvo e persona: Conheça as diferenças

Em uma estratégia de marketing digital eficiente é fundamental saber exatamente com quem estamos nos comunicando. Isso significa, ter em mente quais são as pessoas que consomem ou pretendem adquirir o produto e/ou serviços oferecidos. Dessa maneira, definir público-alvo e persona, deve ser um dos pontos de partida para elaboração do planejamento das campanhas e demais ações de comunicação.

Mas, vale destacar que os conceitos de público-alvo e persona são um pouco diferentes e cada um pode ser utilizado em momentos e contextos específicos dentro das estratégias de marketing digital. O primeiro é mais antigo e continua tendo uma função importante, especialmente para marcas que estão chegando ao mercado. O segundo, por sua vez, é fruto das transformações do consumidor e garante mais eficiência na comunicação. 

Mas, afinal o que é público-alvo?

O público-alvo é a ferramenta mais antiga no marketing para definir com quem a empresa vai se relacionar no mercado, ou seja, os seus clientes ou potenciais consumidores. Revela informações importantes sobre um grupo de pessoas a partir de dados como a idade, o gênero, a formação, a profissão, o estado civil, os hábitos de compra e a região em que moram no país. 

A partir dessas informações é possível ter uma ideia de quem são os consumidores, mas de uma forma bastante genérica. Por isso este recurso tem sido deixado de lado, apesar de ainda ser um ponto de partida para investigar o público de uma marca. 

Quando utilizar o público-alvo

Mesmo um tanto obsoleta a definição do público-alvo ainda pode ser bastante útil para quem está iniciando no mercado ou pensando em novos produtos, por exemplo. Com as informações obtidas é possível ter um norte para as campanhas e melhores canais de divulgação. 

Por meio da ferramenta você pode concluir, por exemplo, que o público é formado por: mulheres, na faixa dos 40 anos de idade, com ensino médio completo, renda mensal superior a 3 salários-mínimos, moradoras de São Paulo e solteiras. Para se informar, elas recorrem à internet.

Importante destacar que esses dados são apurados no mercado e portanto, estão longe serem achismos. Por isso mesmo são tão valiosos nas estratégias de marketing.

E o que é a persona?

É natural que com o passar do tempo a sociedade, como um todo, apresente novos comportamentos. Por isso a importância dos profissionais de marketing em estarem atentos às transformações e saber como acompanhá-las. Desse modo, a criação da persona foi fundamental para obter subsídios sobre o consumidor.

A persona, também chamada de buyer persona vai além do público-alvo. É um perfil fictício do que seria o consumidor ideal de uma empresa. A ideia é entender o ciente afundo e também as suas necessidades, tornando a comunicação mais efetiva.

Dessa maneira, abrange dados como os hábitos de consumo, o estilo de vida, as redes sociais mais utilizadas, os valores sociais, as ambições, possíveis dúvidas, hobbies, além da profissão. Ao traçar a persona ainda é importante considerar o seu cotidiano, o que ela faz no dia a dia, e determinar um nome fictício. 

A ferramenta é útil não só para determinar as estratégias de marketing digital mas também criar maior empatia dos profissionais envolvidos na elaboração das ações. 

Quando utilizar a persona no marketing digital

A persona pode ser usada em todas as fases do planejamento de marketing digital e para a elaboração de novos produtos ou comercialização de serviços. Isso porque a riqueza de detalhes ajudará a determinar a linguagem mais apropriada, assuntos a serem abordados, formatos de conteúdos e palavras-chaves que despertem o interesse.

Também será importante na escolha das melhores redes sociais e meios de comunicação para investir, assim como oportunidades de upsell e cross sell. O momento ideal para oferecer um produto, o estilo e a periodicidade do e-mail marketing também ficarão mais claros a partir desse recurso.

Um bom exemplo de persona seria: Valéria tem 27 anos, ganha entre R$ 3 mil e R$ 5 mil e atua como assistente de comunicação em uma empresa financeira de médio porte no Rio de Janeiro. Ela trabalha mais de oito horas por dia e está em busca de uma promoção na empresa. É solteira, não pensa em ter filhos. Suas redes sociais preferidas são o Instagram e o Twitter para a vida social e o LinkedIn para novas oportunidades profissionais. Gosta de viajar e sair com os amigos nos fins de semana.

Como apontamos aqui público-alvo e persona são ferramentas de extrema importância para as estratégias de marketing digital. A primeira é mais antiga e ajuda em um panorama geral, com informações genéricas, sobre a definição do grupo de consumidores. Já a persona é como um perfil detalhado do cliente, com muitos dados importantes que podem ser relevantes em qualquer etapa da elaboração do planejamento de marketing. Em qualquer um dos casos é válido contar com profissionais experientes na área que conseguem identificar o momento e a forma correta de aplicar cada um dos conceitos.

Depois de identificar as diferenças entre público-alvo e persona, confira mais sobre a importância da presença digital para sua empresa.

Gardênia Nunes

Analista de Marketing da dBriefing Resultados criativos. Formada em Design Gráfico, especializada em Marketing digital com foco em estratégia e resultados. Amante da cultura pop, filmes e chocolate. - “Resultado de verdade é aquele que funciona”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *