o que é seo

SEO – o que é e para que serve?

Milhares de pessoas acessam a internet todos os dias em busca de informações e serviços. Nesse sentido as empresas que possuem presença digital, ou seja, contam com canais na web, conseguem atingir um público bastante expressivo de possíveis consumidores. Mas, para que o negócio engaje um grande número de internautas será necessário entender o que é SEO.

Search Engine Optimization ou otimização para mecanismos de busca é a base de uma estratégia de marketing digital efetiva. Então, trata-se do desenvolvimento de técnicas que possibilitem o topo do ranking de buscas orgânicas na web, aumentando o tráfego e o prestígio dos canais da empresa.

É sabido que os três primeiros links da página dos buscadores recebem cerca de 30% dos cliques, enquanto apenas 0,78% dos usuários acessam endereços na segunda página do Google. Assim, podemos concluir que o site de uma empresa deve estar no topo do ranking, para que seja visto pelo maior número de pessoas possível. Para saber mais do assunto, confira a seguir:

Quando surgiu o SEO

Há diversos relatos de como surgiu o termo SEO. Um dos mais conhecidos e, certamente, interessantes está descrito no livro Net Results, de Bob Heyman, Leland Harden e Rick Bruner, pulicado em 1997. O gerente da banda de rock Jefferson Starship percebeu que a página do grupo não aparecia nos primeiros lugares de busca na internet. Assim, resolveu questionar a empresa de desenvolvimento de audiências, Cybernautics, que era a responsável pelo trabalho.

Bob Heyman, à época vice-presidente da empesa, identificou que a falta de palavras chave sobre a banda poderia ser o problema. Dessa forma, pediu para que os designers digitassem “Jefferson Starship” diversas vezes na página, em fonte minúscula e na coloração preta. O resultado foi o topo do ranking nas buscas.

 O que é o SEO e como começar

A explicação acima resume o que é SEO, mas é preciso seguir alguns passos para que ele seja desenvolvido e efetivo.  Dessa maneira, a primeira medida é identificar os objetivos da empresa, que podem ser: o aumento de pessoas acessando a página organicamente, melhorar a autoridade da marca, reduzir o custo de aquisição de clientes, educar o mercado, gerar mais leads e/ou vendas.

Depois, é fundamental estabelecer a persona, ou seja, o cliente em potencial para saber em que canais e de que forma se comunicar com ele. É preciso ainda utilizar ferramentas de análise de dados, que podem ser as do próprio buscador, como o Google Analytics. Com esse recurso, é possível, por exemplo, entender o engajamento da página e identificar os canais que mais geram tráfego.

A análise de dados é fundamental para, por exemplo, a elaboração das estratégias, monitoramento e a tomada de novas decisões. Outro passo importante do SEO é identificar as palavras chaves, ou seja, as mais procuradas pelos clientes para inseri-las nos conteúdos.

Como funciona os motores de busca

Depois de entender o que é SEO, certamente, vale compreender o funcionamento dos motores de busca. Em primeiro lugar, eles rastreiam os conteúdos da internet por meio de robôs que percorrem os caminhos que os links indicam, em busca de novas páginas.

Depois, essas páginas são indexadas, ou seja, inseridas no índice do buscador, como se fosse uma grande biblioteca virtual. Os robôs estão constantemente atualizando e ranqueando os endereços, de acordo com o número de acessos do usuário.

Assim, quando um internauta digita determinada palavra, o Google procura em sua “biblioteca” termos correspondentes nas páginas indexadas e, assim, apresenta aquelas que costumam ser mais acessadas e, portanto, estão no topo do ranking.

Fatores para ranquear no Google

Certamente, o Google não revela quais são os fatores que levam uma página ao topo do ranking. No entanto, estima-se que são mais de 200 os quesitos analisados e, entre eles, estão a qualidade do conteúdo e a usabilidade de página.

Também é de conhecimento que esses fatores estão divididos em dois grupos chamados de on page e off page. O primeiro identifica informações contidas na própria página como: conteúdo, título e meta descrição, heading tags, imagens, URLs e rich snippets.

O segundo grupo está relacionado com informações de fora da página e, portanto, é baseado em: quantidade de backlinks, diversidade de backlinks, contexto dos backlinks, menções à marca, sinais sociais e buscas diretas.

Neste artigo explicamos o que é SEO, como ele funciona e o que é preciso ser feito para implementá-lo. Mas, vale ressaltar que o seu papel é fundamental nas estratégias de marketing digital, seja para quem deseja iniciar um negócio, aumentar o engajamento, as vendas ou mudar o posicionamento da marca. Nesse sentido é imprescindível contar com uma equipe de especialistas para, assim, alcançar os melhores resultados.   

Depois de conferir o que é SEO, saiba mais sobre inbound marketing.

Gardênia Nunes

Analista de Marketing da dBriefing Resultados criativos. Formada em Design Gráfico, especializada em Marketing digital com foco em estratégia e resultados. Amante da cultura pop, filmes e chocolate. - “Resultado de verdade é aquele que funciona”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *