Skip to main content
4 ps do marketing

Os 4 Ps do Marketing: o que você precisa saber!

É natural que, ao longo dos anos, as transformações sociais e, consequentemente, de mercado alterarem a forma como empresas e profissionais se posicionam diante do público e comercializam seus produtos/serviços. No entanto, existem alguns conceitos e processos que são atemporais. É o caso dos 4 Ps do marketing.

Conhecidos também como Marketing Mix os 4 Ps se referem a: produto, preço, praça e promoção. Resumidamente, o primeiro é tudo aquilo se oferece aos clientes. Já o preço está relacionado ao custo e ainda engloba posicionamento e a proposta do valor. A praça contempla a distribuição e a promoção, a divulgação do serviço/produto.

A seguir detalharemos um pouco mais os 4 Ps do marketing, confira:

Afinal, o que são os 4 ps do marketing?

Os 4 Ps do marketing , que são produto, preço, praça e promoção, devem ser considerados em qualquer estratégia de sucesso. O conceito foi criado em 1960 por Jerome McCarthy e difundido por Philip Kotler, o pai do marketing moderno.

A ideia dos 4 Ps é nortear o planejamento das empresas com o objetivo de influenciar os seus consumidores e se posicionar no mercado. O conceito passou por revisões ao longo dos anos, especialmente para atender a era digital.

Então, mesmo com mudanças os 4 Ps continuam sendo pilares importantes nas estratégias de marketing mundo afora.

O que é produto

O produto é o motivo da existência das empresas e norteia os demais Ps. Envolve a qualidade, o design e a embalagem, cores, tamanhos, linhas, branding e serviços agregados, como garantia, assistência e treinamento.

É a partir desses quesitos que o público identifica os atributos do produto. Então, ao adquirir um smartphone da Apple, por exemplo, o consumidor sabe que estará comprando um telefone de alta qualidade e que ainda garante prestígio e status.

O que é preço

O p de preço, como a própria nomenclatura indica, se refere ao valor comercial do produto/serviço. Ele é importante para a construção da imagem da empresa e claro, impacta diretamente na receita do negócio.   

Envolve, então, a formação do preço, formato de cobrança, variações regionais, descontos, condição e formas de pagamento. Deve considerar os custos da empresa, lucro almejado, os valores praticados pela concorrência e a percepção que se deseja do público.  

Assim, para ficar mais claro, o preço não está apenas relacionado ao custo real de produção, mas o valor emocional que ele terá para o consumidor. Pesquisas mostram, por exemplo, que as pessoas não se importam de pagar mais caro por uma bebida como a Coca-Cola, devido a sua imagem consolidada no mercado.

O que é Praça

O p de Praça vem de Place (lugar em inglês). No entanto, essa variável tem um conceito amplo, referindo-se aos canais de distribuição e aos pontos de venda físicos e/ou virtuais.

Esse p envolve ainda os pontos e regiões de venda, locais de estoque, frete e logística. Esses quesitos são fundamentais para determinar como o produto/serviço chegará até o consumidor.

Certamente, vale destacar que as estratégias de distribuição dependem do tipo de produto/serviço comercializado, da logística, dos custos, tempo de entrega, intermediários e opções de canais de venda da empresa.

A Amazon, por exemplo, é um case de sucesso em distribuição. Possui uma enorme cobertura e oferece serviços de entrega rápidos, para proporcionar uma excelente experiência ao cliente.

O que é promoção

O P de promoção é a variável mais associada as estratégias de marketing. Se refere as formas de estimular a demanda pelos produtos/serviços da empresa. Assim, envolve propaganda, venda, promoção de venda, publicidade, redes sociais, blogs, influenciadores, merchandising e relações públicas. O propósito desses quesitos é chamar a atenção do público.

Nos anos 60, o p de promoção englobava apenas ações off-line. Hoje são os canais digitais que predominam nas estratégias de marketing tamanha a conexão com a internet.

A rede Magazine Luiza, por exemplo, é uma empresa que se adaptou a era digital e encontrou uma nova forma de se promover. Criou, a personagem Lu, que conta histórias, fala em primeira pessoa e interage com os seguidores. Em suma, humanizou a marca.

A importância dos 4 Ps no Marketing

Os 4 Ps do marketing são importantes para colocar a empresa no mercado. Dessa forma, ajudam a fixar a imagem da marca na mente dos consumidores.

Vale ainda destacar que colocar a marca no mercado não se restringe a divulgação e a venda. Portanto é necessário planejar cada etapa, de maneira integrada e alinhada. Isso tudo a partir da definição do público-alvo e posicionamento no mercado.

Com os 4 Ps ainda é possível cobrir todos os pontos de contato com o consumidor, ou seja, não se pensa apenas em promoção ou divulgação da marca, mas tudo aquilo que vai impactar a experiência do cliente.

Por fim, esse conceito ajuda as empresas a se diferenciarem no mercado, consolidando uma imagem e comunicação únicas com os clientes.

Mostramos aqui que os 4 Ps do marketing , certamente, continuam fundamentais para o posicionamento das empresas no mercado e, claro, a comunicação com os clientes. Para que eles sejam aplicados com efetividade, vale contar com uma agência especializada e experiente em branding e estratégias digitais.

Aproveite agora e confira também mais informações sobre marketing digital


Gardênia Nunes

Analista de Marketing da dBriefing Resultados criativos. Formada em Design Gráfico, especializada em Marketing digital com foco em estratégia e resultados. Amante da cultura pop, filmes e chocolate. - “Resultado de verdade é aquele que funciona”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *