ilustração tráfego pago e orgânico

Tráfego pago e orgânico: entenda a importância para sua empresa!

O marketing digital é uma ferramenta extremamente eficiente para estabelecer a relação com a clientela. Nesse sentido será importante investir em estratégias de tráfego pago e orgânico para ampliar o acesso aos canais online de sua empresa.

O tráfego nada mais é do que o fluxo de acessos às páginas na internet. Assim, quanto maior o número de pessoas clicando em seu site, blog e posts das redes sociais, maior também são as chances de vendas.

Devido a importância do tema neste artigo vamos abordar as estratégias de tráfego pago e orgânico, apontando as vantagens e desvantagens de cada um para o seu planejamento de marketing digital. Confira!

O que é tráfego pago

Como o próprio nome sugere, o tráfego pago envolve o investimento de dinheiro em anúncios que atraiam visitantes para o seu site. Algumas plataformas como o Google Ads e Fcebook Ads permitem a segmentação de grupos de interesse, fazendo com que esses anúncios apareçam para o público previamente determinado. Os anúncios também serão exibidos sempre que alguém buscar alguma palavra-chave ligada ao seu negócio.

Portanto, é fundamental que sempre haja novos anúncios pagos, considerando essas palavras, para manter a taxa de tráfego em alta.

Será importante ainda que os anúncios se adequem às mídias, considerando formato e linguagem. O investimento em mídia paga também pode aumentar o acesso aos conteúdos produzidos em seu blog, que indiretamente também atraem consumidores e fidelizam clientes.

O que é tráfego orgânico

Diferente do tráfego pago, o orgânico não exige investimento direto de dinheiro. Isso significa que o público acessa o seu site ou blog por meio de pesquisas em buscadores como o Google.

Ao digitar uma palavra-chave que se relaciona com a sua empresa, o seu site, blog ou redes socais aparecerá como resultado. Para que isso aconteça o endereço de suas páginas devem estar no topo da lista de sugestões dos buscadores. Afinal, está comprovado que a maior parte das pessoas não passa da primeira página de buscas para encontrar o que procura.

Um bom posicionamento é conquistado por meio de estratégias de marketing de conteúdo, adotando as práticas de SEO. Isso inclui a escolha de palavras voltadas para área de atuação do seu negócio e que estejam relacionadas com o perfil de seus clientes.

Tráfego pago e orgânico: as diferenças

Como você já deve estar intuindo a principal diferença entre tráfego pago e orgânico está na maneira de investir. No primeiro caso será necessário aplicar valores diretos em anúncios. No segundo, os gastos já estão inclusos na contratação da empresa que cuidará do seu plano de marketing digital.

Como se tratam de estratégias diferentes, os resultados não são obtidos no mesmo tempo. Os anúncios pagos, podem ter maior efetividade em um prazo mais curto. No entanto, isso não é uma regra.  

É importante salientar que as duas formas podem complementar uma a outra. Isso, certamente, aumenta ainda mais as chances de aumentar o tráfego nas suas páginas de internet.

Os impactos para o seu negócio

Investir em estratégias que possam atrair clientes são fundamentais. O melhor cenário, certamente, é aquele que exige menos custos, ou seja, quando o público acessa o seu site espontaneamente, devido a um bom trabalho de SEO.

Por outro lado, os anúncios podem ser melhor opção não só para atrair a clientela como converter a atração em vendas. É um mecanismo que encurta o caminho entre encantamento do cliente e a compra propriamente dita. Isso porque quem clica em anúncios, geralmente já tem a intenção de adquirir o produto e/ou serviço.

Em resumo podemos concluir que os impactos de tráfego pago e orgânico são extremamente benéficos para as vendas e para ampliar a presença da marca no mercado.

Como adaptar a sua estratégia

Unir estratégias de tráfego pago e orgânico pode trazer resultados mais eficientes para o seu negócio. Para tanto será necessário investir em ações específicas de cada modelo. No caso do orgânico, por exemplo, é importante:

  • Contar com um bom volume de conteúdos para as suas redes, site e blog
  • Utilizar as estratégias de SEO
  • Uso estratégico de backlinks
  • Ter um site responsivo que se adeque à diversos dispositivos eletrônicos

Para o tráfego pago será importante:

  • Usar o Google Ads, pesquisando as palavras mais relevantes para o seu público e a sua área de atuação
  • Ter um site com boa navegabilidade, facilitando o acesso do cliente
  • Analisar métricas e performance dos canais digitais

Em ambos os casos é essencial contar com uma equipe de especialistas que possa identificar quais dos modelos merecem maior investimento de acordo com os objetivos e posicionamento da sua empresa.

A dBriefing possui esse time de profissionais especializados em estratégias que se adequam aos objetivos do cliente, como o investimento em tráfego pago e orgânico.

Como mostramos neste artigo o tráfego pago e orgânico são formas diferentes de aumentar o fluxo de visitas às suas páginas na internet, o que também ajuda a impulsionar as vendas. Cada uma dessas formas tem as suas vantagens e podem, inclusive, ser usadas em conjunto para melhorar os resultados.

Se você curtiu esse conteúdo, aproveite e confira o nosso artigo sobre como ficar em primeiro lugar na busca do Google.

Gardênia Nunes

Analista de Marketing da dBriefing Resultados criativos. Formada em Design Gráfico, especializada em Marketing digital com foco em estratégia e resultados. Amante da cultura pop, filmes e chocolate. - “Resultado de verdade é aquele que funciona”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *